back Download_on_the_App_Store_Badge_US-UK_135x40

Uma viagem fantástica de Alice no País das Maravilhas ilustrada por Arthur Rackham. Uma das versões mais lindas e romântica do conto de Carroll jamais desenhada, agora totalmente renovada e ampliada através de uma adaptação nítida e brilhante das placas originais para um público moderno de todas as idades.

Conteúdos :

• Conjunto completo de “Cenas Animadas “, com animações, objectos físicos e sons interactivos.
• Conjunto completo de placas originais apresentadas na secção “Notas Históricas”
• Incríveis trilhas sonoras ambientais dentro dos “Quadros Interactivos”
• Guia de Ajuda aos “Quadros Interactivos” para os mais jovens
• Objectos escondidos para brincar com todas as páginas, basta tocar e arrastar as letras!
• Função de foto câmera para transformar os seus retratos em maravilhosas composições e salvá-las no seu iPad ou compartilhar com a família e amigos
• Detalhados menus de navegação
• Textos completos da versão original e das primeiras traduções: Inglês (1856), francês (1869), alemão (1869), inglês (1871), espanhol (1922) e português (1931).
• Em adições, “Notas Históricas”* sobre Arthur Rackham (*Somente em inglês)

– O aplicativo é projectado para iPad™ (2ª, 3ª e 4ª geração) iPad air™ e iPad mini™ (todas as gerações )-
– Idiomas: Inglês, francês, alemão, inglês, espanhol e português –

Uma aplicação segura e agradável em vários níveis.

A Alice no País das Maravilhas de Arthur Rackham continua a ser a edição ilustrada mais importante do século XX é a primeira jamais produzida a cores. Estamos muito longe dos modelos rígidos de John Tenniel, o primeiro ilustrador de Alice. A Alice de Rackham acompanha o novo século, rompendo com a imagem tradicional que havia restringido o personagem de Carroll na sua primeira aparição.

A aplicação é enriquecida por um conjunto completo de placas originais de Arthur Rackham, nas suas proporções e quadros originais como apareceram nas primeiras edições impressas do 1907. Para dar aos utentes a oportunidade de mover-se facilmente entre duas formas diferentes de apreciar o trabalho de Rackham, presente e passado, permitindo uma visão quanto possível completa do trabalho extraordinário que esse grande ilustrador fez com o texto de Carroll.

• Português (1931), tradução de Monteiro Lobato, por amável concessão dos titulares de direitos. Agência Artística SS Ltda, Direitos autorais, Rua São Venceslau 8, São Paulo.

*José Bento Renato Monteiro Lobato (Taubaté, 18 de abril de 1882 – São Paulo, 4 de julho de 1948) foi um dos mais influentes escritores brasileiros de todos os tempos. É bastante conhecido entre as crianças, pois se dedicou a um estilo de escrita com linguagem simples onde realidade e fantasia estão lado a lado. Pode-se dizer que ele foi o precursor da literatura infantil no Brasil. Suas personagens mais conhecidas são: Emília, uma boneca de pano com sentimento e ideias independentes; Pedrinho, personagem que o autor se identifica quando criança; Visconde de Sabugosa, a sábia espiga de milho que tem atitudes de adulto, Cuca, vilã que aterroriza a todos do sítio, Saci Pererê e outras personagens que fazem parte da famosa obra Sítio do Picapau Amarelo, que até hoje é lido por muitas crianças e adultos. Escreveu ainda outras obras infantis, como A Menina do Nariz Arrebitado, O Saci, Fábulas do Marquês de Rabicó, Aventuras do Príncipe, Noivado de Narizinho, O Pó de Pirlimpimpim, Emília no País da Gramática, Memórias da Emília, O Poço do Visconde, e A Chave do Tamanho. *Fonte Wikipedia